• Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

    Junte-se a 113 outros seguidores

  • Arquivos

CreaJr realiza evento sobre as responsabilidades profissionais nos empreendimentos


20161006_192941

Nesta semana, organizada pelos dirigentes do Programa CreaJr-PR da Regional Ponta Grossa, aconteceu na UEPG uma mesa redonda com o tema ‘As responsabilidades profissionais nos empreendimentos’. A iniciativa de realizar o evento com profissionais de engenharia e agronomia atuantes no mercado de trabalho surgiu após alguns debates sobre o atual sistema profissional.

Conforme explica o gerente da Regional Ponta Grossa do Crea-PR, engenheiro agrônomo Vander Della Coletta Moreno, “o objetivo do Programa CreaJr, mais do que levar informações e orientações sobre o exercício ético e responsável das profissões, é despertar o espírito crítico dos acadêmicos quanto ao sistema profissional, aproximá-los da dinâmica do exercício profissional e preparar novas lideranças, com o objetivo de que o sistema de regulação da profissão esteja adequado aos tempos atuais e ao futuro”, diz.

A mesa redonda foi coordenada pelo dirigente do CreaJr e acadêmico de engenharia civil da UEPG, Gabriel Biglia Wasilewski, com a participação da responsável técnica e sócia proprietária da Anetec Assessoria Técnica Agropecuária, engenheira agrônoma Anemaria Scheradzki; da consultora nas áreas ambiental e de qualidade, engenheira química Daniely Dall’Agnol Buratto; do responsável técnico e sócio proprietário da Cidade Nova Construtora, engenheiro civil Diego Spinardi; do responsável técnico e sócio proprietário da A.R.B. Engenharia e Consultoria, engenheiro mecânico e de segurança do trabalho André Ricardo Broniski; e do responsável técnico das empresas Linieyluz Instalações Elétricas e Megamp Instalações Elétricas, engenheiro eletricista Mozart Carlos Pinto.

Inicialmente, os profissionais responderam perguntas pré-definidas pela comissão organizadora e em seguida perguntas da plateia. Durante a mesa, eles falaram de assuntos como atribuições e limites da atuação profissional, limite de empreendimentos que um profissional pode atender simultaneamente, concorrência desleal no mercado, citando exemplos de situações pelas quais já passaram para aconselhar os acadêmicos. Os engenheiros destacaram ainda a importância da regulamentação da profissão, do Crea e da ART para o profissional. Quanto às escolas de engenharia e agronomia, eles comentam que são importantes para dar base científica e técnica, mas que não preparam para a atuação profissional, pois este aprendizado só ocorre mesmo na prática. Para finalizar, em sua visão, existem boas perspectivas de mercado para os profissionais dedicados, apesar dos altos e baixos da economia brasileira que refletem no mercado de trabalho.

Participaram do evento aproximadamente 150 estudantes da UEPG, UTFPR, CESCAGE, Faculdades Ponta Grossa, Colégio Polivalente e Colégio CEEP. A mesa redonda teve apoio das Associações dos Engenheiros Agrônomos dos Campos Gerais (AEACG) e dos Engenheiros e Arquitetos de Ponta Grossa (AEAPG) e do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Paraná (Senge), além das instituições de educação do município.

20161006_213410

20161006_192828

(Débora Irene Pereira – ACS Crea-PR)

 

%d blogueiros gostam disto: