• Consulta de cursos, instituições de ensino e atribuições







  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

    Junte-se a 179 outros seguidores

  • Arquivos

CREA-PR conscientiza profissionais no combate à dengue


O CREA-PR acaba de lançar uma campanha de conscientização em obras de engenharia contra o mosquito Aedes aegypti, que transmite dengue, zika vírus e a febre chikungunya. Com o mote “o melhor equipamento de proteção contra o mosquito é você”, cartazes com dicas serão afixados nas obras pelos agentes fiscais do Conselho que diariamente realizam ações de fiscalização.

O presidente do CREA-PR, engenheiro civil Joel Krüger, destaca a importância da ação de conscientização. “O CREA-PR com esta campanha procura cumprir seu papel de defesa da sociedade e, dessa forma, conscientizar os profissionais que são os responsáveis técnicos de obras por todo o Estado. Os cartazes trazem ações simples e necessárias que ajudam e muito a eliminar a propagação do mosquito”.

As dicas são direcionadas para todos os profissionais que atuam no canteiro de obras, destacando, por exemplo, a importância de manter a obra limpa, sem lixos e materiais descartáveis espalhados pelo canteiro de obras. Além disso, deixar carrinhos de mão, betoneiras, tambores e outros equipamentos que podem acumular água, virados sempre para baixo.

Além de distribuir os cartazes nas obras, o CREA-PR está encaminhando o material para lojas de materiais de construção, entidades de classe, instituições de ensino e prefeituras. A campanha conta com o apoio do Colégio de Entidades Regionais (CDER), que reúne mais de 70 associações de engenheiros e agrônomos de todos o estado, do SindusconPR, Seconci, Sinduscon NortePR, Sinduscon NordestePR, Sinduscon Paraná Oeste, Apeop e Sicepot-PR.

Números

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), desde agosto do ano passado, 31 óbitos por dengue já foram confirmados no Paraná. A circulação simultânea das três doenças atualmente é uma das principais preocupações das autoridades de saúde. De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde, Cleide de Oliveira, é preciso intensificar o trabalho de eliminação dos criadouros do mosquito. “Mesmo com o fim do verão, os mutirões de limpeza e as ações de conscientização devem continuar em todos os municípios. O poder público e a população têm que se unir e fazer sua parte no combate ao inseto”, disse.

Ao todo, 299 municípios paranaenses são considerados infestados pelo Aedes aegypti. Destes, pelo menos 219 já apresentaram casos autóctones de dengue, quando a infecção ocorre dentro do próprio município. O dado revela que a doença já circula em mais da metade (55%) das cidades do Paraná. “Os números mostram que a dengue não é um problema exclusivo das regiões norte, noroeste e oeste. Hoje a doença já está presente em todo o Estado, inclusive no litoral, que têm a cidade com o maior número de casos do período”, revelou a superintendente. Cleide se refere à Paranaguá, em epidemia desde janeiro deste ano. Com 3.493 casos confirmados da doença, o município também é o que concentra a maior parte das mortes causadas pela dengue – são 19 das 31 registradas no Estado. Quatro destes óbitos foram confirmados nesta terça-feira, no novo boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde.

(Assessoria de Comunicação Social do CREA-PR, com informações da SESA)

 

crea-pr-conscientiza-profissionais-combate-dengue

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: