• Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

    Junte-se a 155 outros seguidores

  • Arquivos

Grupos de conversação ajudam a ter mais fluência


Abstract shapeEncontros para praticar outros idiomas em locais alternativos são oportunidades baratas e eficientes para destravar a língua.

Com o fim do curso de idioma vem a dúvida: o que fazer para não esquecer o que foi aprendido e continuar avançando? Um intercâmbio a um país que tem o idioma como língua materna é o mais indicado para melhorar as habilidades de conversação. Mas há outras opções mais viáveis e que não envolvem carimbos no passaporte que abrem espaço para que estudantes se reúnam e pratiquem a língua estrangeira.

Os clubes de conversação são uma ótima oportunidade para adquirir fluência e, de quebra, fazer amigos. Promovidos em locais alternativos, em parceria com escolas de idiomas, esses eventos têm atraído até quem não está matriculado nos cursos. Segundo Ronaldo Cavalheri, diretor de Operações do Centro Europeu, que promove os encontros nas Livrarias Curitiba todas as sextas-feiras, os participantes são atraídos também pelo contato com outra cultura e pela possibilidade de melhorar o networking.

“Quem frequenta já costuma ter um perfil de interação, mas os mais tímidos também podem participar. Nós estimulamos a conversação, mas quem quer ficar só ouvindo tem essa liberdade”, afirma Cavalheri. Pela parceria com a escola, as Livrarias Curitiba promovem conversações descontraídas em espanhol, italiano, francês, alemão e inglês, que também envolve professores do Interamericano.

Happy hour

Encontrar amigos em um barzinho em que o atendimento do garçom é feito em inglês. Isso é possível no Peggy Sue, em Curitiba, lanchonete inspirada nos restaurantes dos EUA dos anos 1950. Para uma imersão ainda mais real, o Soft Tacos Batel também disponibiliza cardápios no idioma americano. Em funcionamento há três meses, o espaço começa a formar um público cativo.

Dílson Silva, proprietário da rede de restaurantes de comida mexicana, teve a ideia de investir em um local para a prática de inglês depois de ter passado alguns anos nos Estados Unidos. “Vejo muita gente que estuda o idioma, mas tem dificuldade na hora de praticar. Fica com vergonha. No futuro também teremos o espanhol, mas a prioridade é o inglês, até pela Copa do Mundo, que vai trazer muitos estrangeiros”, conta.

Mesmo que o espaço não seja preparado para receber os estudantes, isso não impede que grupos interessados em mais fluência se encontrem em qualquer lugar. Segundo Vanessa Gomes de Souza Luz, professora de Inglês da In Flux, é comum rolarem encontros entre professores, ex-alunos e estudantes atuais em jantares, seja em restaurantes ou na casa de algum deles. Além disso, há o “Conversation Day”, que ocorre mensalmente. “Vale muito a pena, pois nessa hora se sai de ambientes gramaticais e são agregados elementos de fora de sala de aula, do dia a dia”, conta.

Língua solta

Confira alguns eventos e locais para praticar idiomas estrangeiros:

>>> Clube de Conversação Ocorre todas as sextas-feiras nas Livrarias Curitiba dos shoppings ParkshoppingBarigüi (inglês às 18 horas, italiano às 19 horas e francês às 20 horas) e estação (alemão às 18 horas, espanhol às 19 horas e inglês às 20 horas). Mais informações pelo telefone (41) 3233-6669.

>>> Café Littéraire Bate-papo informal sobre temas variados da cultura francesa que ocorre na Aliança Francesa ou no Café Babette, localizado na instituição (Alameda Prudente de Moraes, 1.101, Centro). Mais informações pelo telefone (41) 3223-4457 ou pelo site www.afcuritiba.com.br.

>>> Cultura Germânica Vários eventos são promovidos pelo Goethe Institut para a divulgação do idioma e da cultura germânicos. Além da Terça Musical, em toda segunda terça-feira do mês, há o Vorlesetreffen (Hora do Conto, em alemão), o Film Club mensal e uma biblioteca aberta à comunidade com mais de 8 mil mídias. Informações pelo telefone (41) 3268-8244 ou pelo site www.goethe.de/curitiba.

>>> Pontos de encontro O Soft Tacos Batel (Rua Bispo Dom José, 2.849, Batel) e o Peggy Sue (Avenida Bispo Dom José, 2.295, Batel) contam com atendimento bilíngue para grupos que querem praticar o inglês.

Fonte: Gazeta do Povo

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: