• Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

    Junte-se a 165 outros seguidores

  • Arquivos

A Petrobras oferecerá cinco mil bolsas de estudo no exterior


Através do programa governamental Ciência sem Fronteiras, a Petrobras anunciou que vai investir R$ 320 milhões para financiar oportunidades de formação no exterior para estudantes brasileiros.
O foco do projeto são alunos de universidades de Ciência e Tecnologia, além de profissionais envolvidos na área de petróleo e gás. A empresa pagará a mensalidade do curso e outras despesas, como passagem aérea, seguro-saúde e taxas escolares.
De acordo com o Diretor Corporativo e de Serviços da Petrobras, José Eduardo Dutra, a participação no Programa representa “uma oportunidade para a ampliação do esforço no fomento à formação e qualificação de profissionais, beneficiando o segmento de petróleo, gás, energia e biocombustíveis”.
Para concorrer a uma vaga, o candidato precisa estar matriculado em uma instituição de ensino superior pública ou privada, em cursos considerados de áreas prioritárias para o programa. Pode candidatar-se o aluno matriculado em curso de nível superior nas seguintes áreas: engenharias e demais áreas tecnológicas; ciências exatas e da terra; energias renováveis; tecnologia mineral; formação de tecnólogos; biotecnologia; petróleo, gás e carvão mineral; nanotecnologia e novos materiais; produção agrícola sustentável; tecnologias de prevenção e mitigação de desastres naturais; fármacos; biodiversidade e bioprospecção; tecnologia aeroespacial; ciências do mar; computação e tecnologias da informação; indústria criativa (voltada a produtos e processos para desenvolvimento tecnológico e inovação); novas tecnologias de engenharia construtiva; biologia, ciências biomédicas e da saúde.
Os estudantes devem ter concluído, no mínimo, 40% do curso de graduação e acumulado mais de 600 pontos no exame do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). É necessária também a documentação do desempenho escolar do interessado e o nível de proficiência no idioma do país em que o curso pretendido será realizado.
De acordo com a Petrobras, há bolsas de graduação nas seguintes modalidades: sanduíche (dirigida a alunos de graduação para estágios de seis meses a um ano em atividades acadêmicas e laboratórios de pesquisa, empresas ou centros de P&D, no exterior); doutorado sanduíche (para aluno de doutorado permanecer por até 12 meses no exterior) e doutorado pleno (para estudantes que pretendam fazer o curso em instituição de alto desempenho nas áreas prioritárias do programa, com ênfase em tecnologia e inovação).

Os interessados devem acessar o site do Programa, aqui.

Fonte: Comunitexto

Anúncios

2 Respostas

  1. Ótima notícia!

  2. Obrigado pelas informações…

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: