• Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

    Junte-se a 160 outros seguidores

  • Arquivos

Universitários terão lições de trânsito


Foco principal de campanha da UFPR é reduzir os riscos da população acadêmica em relação ao alto fluxo de carros no entorno e dentro dos câmpus.

Na última década, o número de matrículas em universidades, faculdades e centros universitários de todo o país dobrou. De acordo com o Censo da Educação de 2010, o Brasil tem hoje 6,3 milhões de alunos matriculados. Em 2001 eram pouco mais de 3 milhões. Com o crescente número de pessoas circulando dentro e fora dos câmpus, a preocupação com a segurança – principalmente no trânsito – nas instituições tem aumentado.

A Universidade Federal do Paraná, que tem cerca de 40 mil alunos, começou ontem a campanha “Seja um Motorista Legal”, ideia surgida a partir da experiência da Reitoria, que fica no Centro de Curitiba. Nessa região, o fluxo de veículos é intenso e a taxa de vulnerabilidade dos alunos é grande. Por isso, a universidade, em parceria com o Con­­selho de Segurança Centro (Con­­seg), buscou a Secretaria de Tran­­sito e a Secretaria de Segurança Pública para propor uma parceria com a Polícia Militar em ações que serão realizadas em todos os câmpus e nos principais eventos acadêmicos ao longo do ano. “Teremos palestras sobre segurança, Lei Seca e mobilidade urbana”, conta Álvaro Pereira de Souza, membro do Conseg Centro e diretor da imprensa universitária.

O programa incentivará os motoristas a se comportarem dentro da lei, além de serem gentis e educados uns com os outros. O trânsito é o carro chefe do trabalho, mas Souza conta que a conscientização sobre a segurança no espaço interno também será feita. “A gente parte do princípio de promover a ideia de os alunos viverem a UFPR. Por esse motivo, nosso maior investimento é na conscientização das pessoas.”

Por participar do mesmo Conseg e ser coirmã, a Univer­­sidade Tecnológica Federal do Pa­­raná também participa da cam­­panha. Além da conscientização, o diretor geral do câmpus Curitiba, Marcos Schiefler, conta que a instituição pediu a instalação de gradis metálicos nas canaletas de ônibus, evitando que os alunos atravessem no meio da pista e corram o risco de serem atropelados.

Fonte: Gazeta do Povo

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: