• Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

    Junte-se a 165 outros seguidores

  • Arquivos

Cooperação prevê oferta de 10 mil bolsas em instituições francesas


Brasil e França assinaram nesta quinta-feira, 15, memorando de entendimento que possibilitará a concessão de 10 mil bolsas de estudos a brasileiros em instituições francesas no período 2012-2015. O acordo foi celebrado no Palácio do Planalto entre os ministérios brasileiros da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação e o ministério francês das Relações Exteriores e Européias, no âmbito do programa Ciência sem Fronteiras.

As bolsas previstas pelo acordo destinam-se a estudantes e pesquisadores brasileiros dispostos a fazer cursos de graduação na modalidade sanduíche ou doutorado nas modalidades sanduíche e pleno, nas áreas de matemática, física, química e biologia, engenharias e ciências tecnológicas. O processo de seleção será conduzido conjuntamente pelos coordenadores do programa no Brasil e na França.

Durante a cerimônia, também será firmado convênio entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do MEC e a CampusFrance, a agência nacional francesa de ensino superior para estrangeiros. A partir desse convênio, começam os trâmites para a concessão de 50% das bolsas previstas no acordo binacional.

Caberá à Capes garantir os recursos financeiros para transporte e manutenção dos bolsistas na França, bem como o pagamento das anuidades e taxas acadêmicas. A CampusFrance ficará responsável por colocar e supervisionar os bolsistas durante a estada no país europeu.

As 5 mil bolsas de estudos previstas no convênio serão concedidas por meio de editais específicos, a serem organizados por uma comissão mista da Capes e da CampusFrance. Podem participar do programa instituições públicas francesas de ensino superior e de pesquisa, com boa avaliação, de maneira a garantir a qualidade das instituições que acolherão os brasileiros.

Intercâmbio — O programa Ciência sem Fronteiras busca desenvolver a ciência e a tecnologia no Brasil por meio do intercâmbio de estudantes de graduação e de pós-graduação e da mobilidade internacional de estudantes e pesquisadores. Até 2014, serão oferecidas 101 mil bolsas de estudos — 75 mil pelo Poder Público e 26 mil em parceria com empresas estatais e instituições particulares. A oferta prevê as modalidades graduação-sanduíche, educação profissional e tecnológica e pós-graduação —doutorado-sanduíche, doutorado pleno e pós-doutorado.

(MEC)

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: