• Consulta de cursos, instituições de ensino e atribuições







  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

    Junte-se a 179 outros seguidores

  • Arquivos

III Congresso Ambiental – UDC


Da esq. p/Dir.: Engenheira Giovanna de Christo, Coordenador do Curso da UDC, Prof. Martin Engler, e o Engenheiro Ambiental Renato Muzzolini Junior

No período de 31 de maio a 02 de junho foi realizado na UDC o III Congresso Ambiental, abordando assuntos atuais direcionados aos profissionais, estudantes de Engenharia Ambiental e à comunidade em geral. As palestras reuniram profissionais com experiência em diversas áreas, para transmitir aos estudantes um conhecimento amplo, juntamente com os minicursos e atividades complementares.

A primeira palestra do congresso foi sobre o tema “Mercado de Trabalho e Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais (APEAM)”, que é uma entidade associativa e que tem como principal objetivo o desenvolvimento profissional no Estado do Paraná e no Brasil. A instituição atua como referência na solução dos problemas ambientais, movimentando o conhecimento. O Engenheiro Ambiental Renato Muzzolini Junior, também representante da APEAM, destacou as atividades, deveres e áreas de atuação do profissional.

Outro assunto que ganhou destaque foi “Créditos de Carbono”, que tem como foco a redução de gases de efeito estufa nas empresas. A engenheira Giovanna Lunkmoss de Christo, com experiência na área de mudanças climáticas e créditos de carbono, explicou sobre esses certificados, que autorizam o direito de poluir e os princípios de proteção ambiental. Inicialmente, selecionam-se indústrias que mais poluem no país e a partir daí são estabelecidas metas para a redução de suas emissões. As empresas recebem bônus negociáveis na proporção de suas responsabilidades.

No mesmo dia o palestrante Engenheiro Civil hidrólogo Paulo Abrantes destacou a importância dos recursos hídricos, que são as águas superficiais ou subterrâneas disponíveis para qualquer tipo de uso de região ou bacia.

No segundo dia do Congresso, os palestrantes engenheiros Edmar Vasconcelos e João Vitor Gallo explicaram e aprofundaram números e curiosidades em relação ao meio-ambiente. Explicaram também sobre as obras sustentáveis, referindo-se ao âmbito da engenharia civil, que está obrigada a repensar suas atividades, a fim de minimizar os impactos no meio ambiente no Brasil.

No último dia do Congresso, o engenheiro químico Carlinhos Luiz Fornari falou sobre o manejo de resíduos industriais. Na oportunidade, discutiu as atividades agropecuárias e de processamento de produtos agropecuários que proporcionam sérios problemas de poluição no solo, em águas superficiais e em águas subterrâneas.

A segunda palestra trouxe a Química Soraia Moreno Palácio, que abordou os processos oxidativos avançados, que têm sido muito estudados desde o final do século passado, visando promover a degradação de poluentes resistentes à decomposição biológica, de uma forma mais efetiva.
Ainda foram realizados minicursos nos três dias de Congresso para capacitar ainda mais os futuros profissionais. Os minicursos agregaram temas atuais como Bioremediação, Metodologia de Certificação LEED e Processos Oxidativos Avançados. São temas que estão sendo discutidos mundo a fora, e o Congresso trouxe a oportunidade dos acadêmicos se informarem mais sobre esses assuntos.

Segundo a estudante Jaqueline Bernardo, o conhecimento adquirido no evento será para complementar o visto em sala de aula. “Participando do Congresso já vamos aprendendo coisas que vamos ver na sequência do curso. E também já podemos aplicar o conhecimento visto aqui em nossa vida profissional, saindo um passo a frente dos outros”, afirmou.

Fonte: http://www.udc.edu.br/noticias/IIICongressoAmbiental2.html

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: