• Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

    Junte-se a 165 outros seguidores

  • Arquivos

Controle das Emoções Contribui para a Conquista de Objetivos e Uma Vida Mais Saudável


Após termos vivido uma grande fase de desenvolvimento industrial, tecnológico e mais recentemente assistirmos a grande evolução da informática, observamos nos últimos anos a comunidade científica com seus olhos cada vez mais fixos nos estudos das emoções. O que antigamente era fonte de estudo de várias áreas tomou um grande impulso com o desenvolvimento da tomografia computadorizada e ressonância magnética, que puderam mostrar lesões mínimas no parênquima cerebral e suas conseqüências no dia a dia dos pacientes.
Muito mais do que gostar ou não das emoções ou tentar meios para impedir sua existência, o melhor caminho passou a ser compreendê-las de forma mais completa, como um mecanismo fisiológico, cuja função é ajudar a manter equilíbrio do nosso organismo e a partir daí tiramos um resultado positivo delas.
Durante subsequentes anos, observamos com o desenvolvimento tecnológico o aparecimento de inúmeros estímulos que levam nossa atenção para o meio externo. Há anos não tínhamos televisão, buzina de carro e internet. Com a atenção dirigida para fora sobram menos conduções para dirigir nossa atenção as nossas emoções, ficam elas embotadas por mais tempo e quando afloram, às vezes, podem fazer de uma forma mais intensa, explorando assim o surgimento de algumas formas modernas e mais intensas de ansiedade. Não dar atenção às suas emoções tentar ir levando como se nada estivesse ocorrendo é como segurar o vazamento de um cano de água com as mãos: uma hora estoura. Mas, se do contrário. Aprendermos a dirigir a energia gerada por essas emoções em prol da conquista de objetivos e uma vida mais saudável então teremos sido sábios no uso adequado de nossas emoções.

Fonte: Texto de Dr. Neil Hamilton Negrelli Junior, retirado da Newsletter CATHO Online

Anúncios

Uma resposta

  1. Profundo o texto

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: