• Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

    Junte-se a 160 outros seguidores

  • Arquivos

Curso de Engenharia Florestal da UFPR comemora 50 anos


A inauguração de dois laboratórios de pesquisas e debates sobre mercado de trabalho e a formação do Engenheiro Florestal, são dois eventos que vão marcar os 50 anos do curso de Engenharia Florestal da UFPR, dia 28 de maio, em Curitiba. Pioneiro na área, o curso formou quase dois mil profissionais nesse período, que se encontram atuando em todo País e também no exterior. As comemorações serão no Centro de Ciências Florestais e da Madeira, campus do Jardim Botânico e começam às 9 horas com o lançamento de um selo alusivo à data e a inauguração dos laboratórios de Genética e Melhoramento Florestal e de Mecanização Florestal.
À tarde haverá debates com a participação de profissionais de diversas unidades. Para falar sobre ensino, foram convidados os professores Nelson Venturin da Universidade de Lavras e Sebastião do Amaral Machado da UFPR. Em seguida, Helton da Silva, da Embrapa Florestas fala sobre a Pesquisa Florestal no Brasil. Já a profissão do engenheiro florestal e o campo de atuação serão debatidos por Glauber Pinheiro e Carlos Bantel, da Sociedade Brasileira de Engenheiros Florestais. O deputado federal Luciano Pizatto e Marcilio Caron, da Associação Brasileira de Engenharia Florestal encerram os debates falando sobre a Reforma do Código Florestal.
HISTÓRIA DO CURSO
O curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal do Paraná foi criado em 30 de maio de 1960, com o nome de Escola Nacional de Florestas e passou a funcionar na então Universidade Rural do Estado de Minas Gerais (UREMG), hoje Universidade Federal de Viçosa.
No entanto após três anos e meio em Viçosa, em 14 de novembro de 1963 foi oficialmente transferida para Curitiba e incorporada à UFPR. Com a transferência da Escola Nacional de Florestas para Curitiba, o Governo de Minas Gerais criou, em 21 de fevereiro de 1964 a segunda Escola de Florestas do Brasil, então denominada Escola Superior de Florestas, incorporando-a à UREMG.
fonte: Mistura Fina

Anúncios

Uma resposta

  1. Parabéns

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: