• Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

    Junte-se a 116 outros seguidores

  • Arquivos

ESA lança satélite para mapear espessura das calotas polares.


O satélite será colocado em órbita por um foguete russo Dnepr e ficará a 700 quilômetros da superfície terrestre para uma missão inicial de três anos. O CryoSat irá fornecer dados que vão permitir determinar a taxa exata das mudanças na espessura das camadas de gelo polares e do gelo marinho flutuante. Sua precisão é tanta que será capaz de observar variações muito pequenas quanto 1 centímetro por ano. As observações vão ajudar os cientistas a entenderem melhor a relação do gelo com as mudanças do clima. Há anos as regiões polares são observadas por outros satélites, mas o diferencial do CryoSat é sua maior precisão, segundo a ESA. O CryoSat pesa 700 quilos e carrega um radar altímetro de micro-ondas que consegue registrar mudanças na área e na espessura do gelo. O principal instrumento é chamado SIRAL (Interferometric Radar Altimeter). A expectativa é grande para o lançamento. O satélite já está pronto há seis meses aguardando a oportunidade de lançamento na base de BaiKonur, no Cazaquistão.

Foto: O novo satélite CryoSat irá mapear e determinar as mudanças na espessura das calotas polares.
Crédito: Agência Espacial Europeia (ESA).

Fonte: http://www.apolo11.com

Uma resposta

  1. Mais um instrumento para monitorar o aquecimento global

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: