• Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

    Junte-se a 99 outros seguidores

  • Arquivos

Boletim CreaJr-PR completa 400 edições


boletim400

No ano de 2007, o primeiro boletim do CreaJr foi enviado aos estudantes cadastrados. À época, o envio de boletins eletrônicos era considerado uma inovação, e foi justamente essa a intenção da equipe do Crea-PR que estava à frente do programa: facilitar o acesso dos estudantes a informações relevantes inerentes à sua formação.

Além do boletim, em 2010 foi publicado o atual Blog do CreaJr, canal aberto aos membros do programa para divulgação de ações em suas instituições de ensino, ações de cidadania com participação dos estudantes, visitas técnicas, semanas acadêmicas. Além disso, o blog reúne assuntos que estão em alta na mídia, voltados à formação acadêmica e profissional, tecnologia e mercado de trabalho. O boletim do CreaJr-PR traz semanalmente a compilação das publicações importantes da semana, tanto do blog quanto do site do Crea-PR.

Para divulgar uma publicação no blog do CreaJr e na fanpage do Facebook, basta que o estudante acesse sua área de membro corporativo do CreaJr, mediante uso da sua senha pessoal, e cadastre as informações no item “Envio de fotos/notícias”. A solicitação será automaticamente encaminhada aos responsáveis, para análise e posterior publicação.

Em breve, o novo boletim do CreaJr-PR

Durante o mês de outubro deste ano, o boletim do CreaJr receberá novo formato, repaginado, mais moderno e acessível. A equipe de comunicação do Crea-PR está trabalhando para que essa ferramenta se torne mais atrativa e para que possa gerar indicadores de medição quanto aos assuntos que mais interessam os estudantes destinatários, possibilitando o aprimoramento do conteúdo divulgado.

Discussão de estratégias e formação de lideranças

Desde sua criação, em 2005, o programa CreaJr se manteve forte e ativo junto aos estudantes. Atualmente, as oito comissões acadêmicas regionais se reúnem representando os estudantes de suas instituições, discutindo e planejando ações ligadas aos seus cursos e profissões, junto às gerências regionais do Crea-PR. Representantes dessas comissões constituem a Comissão Estadual, reunida quase todos os meses para harmonização dos assuntos trazidos das regionais. Das reuniões da Comissão Estadual também partem assuntos que são levados para as regionais, para conhecimento, discussão ou como exemplo de boas práticas, gerando uma via de mão dupla para ampliação de ações e conhecimentos.

Hoje, 11 anos depois da fundação do CreaJr-PR, ex-membros do CreaJr integram o quadro colaborativo do Conselho, desempenhando  funções de inspetor, conselheiro e membros de entidades de classe e sindicatos das categorias. Isso demonstra que a participação ativa dos estudantes no programa contribui para o engajamento e a formação de profissionais preocupados com a melhoria da profissão.

CreaJr em números 

  • O programa conta atualmente com quase 8.000 membros ativos, nas oito regionais do Crea-PR
  • O blog do CreaJr-PR possui mais de 2.000 posts publicados desde seu lançamento, em 2010
  • A palavra-chave que mais gera acessos no blog do CreaJr é “visita técnica”
  • O Facebook é a terceira maior fonte de acessos ao Blog do CreaJr-PR
  • Os posts mais visitados estão relacionados a carreira e trabalho
  • Em 2016, o blog recebeu acesso de quase 48 mil visitantes únicos
  • Mais de 30 mil visualizações ao blog do CreaJr-PR neste ano foram originadas de pesquisas no Google

Se você tem sugestões de melhoria para o boletim do CreaJr, entre em contato conosco enviando e-mail para creajr@crea-pr.org.br. Sua contribuição será muito bem-vinda!

 

 

2º Congresso Brasileiro do Plástico acontece na próxima semana


Plástico na construção civil gera economia e sustentabilidade

1º Congresso Brasileiro do Plástico

O 2º Congresso Brasileiro do Plástico, uma das principais iniciativas do segmento para América Latina, será o ponto de encontro para profissionais e especialistas da cadeia produtiva dos plásticos nos dias 5 e 6 de outubro. O evento vai apresentar e discutir as diversas aplicações do plástico com o objetivo de evidenciar a importância do material como elemento indispensável para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Entre os segmentos que terão destaque na programação está o da construção civil.
Hoje em dia é praticamente impossível olhar para as construções e não perceber a presença dos plásticos. Se antigamente eles se limitavam a figurar em aplicações internas, como em tubulações e instalações elétricas, hoje podemos notá-los em telhados e janelas de PVC, ou em lajes e revestimentos feitos com EPS (conhecido como Isopor®*).

Características como baixo peso, custo competitivo, elevada resistência mecânica e à corrosão ajudaram o plástico a conquistar espaço no setor da construção civil. O plástico traz conforto acústico e térmico para edificações, reduz os custos das obras e os impactos ambientais, já que promove a redução do consumo de energia e substitui outros materiais.
Por falar em substituição de materiais, esse foi um dos motivos que inspirou o engenheiro civil, CEO e fundador da empresa Impacto Protensão, Joaquim Caracas, a investir no plástico como peça chave para seus produtos inovadores. Caracas criou,  entre diversos projetos que aguardam liberação de patente, um sistema inteligente modularizado que usa formas plásticas para substituir madeira e aço na fase inicial das construções. O sistema retira quase 80% da madeira usada para a fabricação de estruturas de uma obra e economiza até 25% em aço, reduzindo assim o custo da obra em até 20%.
Segundo o engenheiro, a vantagem do plástico diante da madeira é que é possível moldar de acordo com cada obra. “As formas são criadas de acordo com cada projeto. Já a madeira precisa de cortes, adaptações”, explica o executivo, que ressalta também a sustentabilidade da aplicação: “No caso das formas plásticas, se elas se quebram durante uma obra, podem ser recicladas e refeitas quantas vezes for necessário. Já a madeira, é muito mais cara para reciclagem”, conclui.
Outro projeto inovador de Joaquim Caracas é o container sustentável, um sistema de placas modulares encaixáveis, feitas de plástico reciclado, que já foi possibilitou a construção de alojamentos, casas, banheiros públicos para comunidades carentes e até um hotel de alto padrão. O uso das placas plásticas feitas sob medida permite que uma escola seja construída em dois dias, e um banheiro pode ser feito em 7 minutos.
Essas e outras aplicações dos plásticos no setor da construção civil serão apresentadas no 2º Congresso Brasileiro do Plástico, evento que será realizado no Teatro da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS), em Porto Alegre, e reunirá especialistas nacionais e internacionais que discutirão as novas contribuições dos plásticos em segmentos estratégicos como saúde, sustentabilidade, inovação e tecnologia, e seu desempenho na economia do país, por meio da exportação. O congresso é organizado por três dos mais importantes sindicatos do setor do plástico – Simplás, Simplavi e Sinplast – e tem o patrocínio da Braskem, Fitesa, FFS Filmes, além de importantes entidades do setor como a Plastivida, Instituto do PVC e ABIEF.
*Marca registrada da empresa Knauf Isopor.

Serviço: 2º Congresso Brasileiro do Plástico
Data: 5 e 6 de outubro de 2016
Local: Teatro da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS)
Endereço: Av. Ipiranga, 6.681 – Paternon – Porto Alegre/RS
Fontes:

15 siglas em inglês que todo profissional precisa entender


Fonte: Exame.com, escrito por Rosangela Souza*, fundadora e sócia-diretora da Companhia de Idiomas e da ProfCerto

letras

 

Falantes de inglês adoram siglas – ainda mais no mundo dos negócios, que muitas vezes exige rapidez e praticidade nas conversas do dia a dia.

Hoje vamos aprender ou relembrar algumas abreviações muito usadas em mensagens de texto, um recurso cada vez mais usado na vida profissional.

Algumas pessoas dizem que escrever com siglas “mata” o idioma, pois estamos negligenciando a etimologia e as regras. Mas o que é um idioma senão o meio que usamos para nos comunicar com o maior número possível de pessoas? A língua é parte de uma cultura viva, que se adapta ao novo.

O conhecimento das abreviações permite compreender o que o outro quer dizer, e você tem liberdade para usá-las quando (e se) quiser. Confira a seguir um quadro com 15 siglas muito comuns em inglês:

Sigla Significado em inglês Significado em português
BRB Be right back Já volto
BTW By the way Por falar nisso
FYI For your information Para seu conhecimento
GTG Got to go Preciso ir
IDK I don?t know Não sei
JK Just kidding/ Joking Estou brincando
LMAO Laughing my a** off Morrendo de rir
LMK Let me know Me avise/me conte
LOL Laughing out loud Rindo alto
OMG Oh my God Ai, meu Deus
NP No problem Sem problemas
RU..? Are you?? Você é…? / Você está…?
THX/ TX Thanks Obrigada(o)
TTYL Talk to you later Falo com você mais tarde
XO Hugs and Kisses Abraços e beijos

A tabela foi feita com base em informações extraídas dos sites Netlingo e Voxy.

*Rosangela Souza é fundadora e sócia-diretora da Companhia de Idiomas e da ProfCerto. Também é professora de técnicas de comunicação, gestão de pessoas e estratégia no curso de Pós-Graduação ADM da Fundação Getulio Vargas. 

Responsabilidade profissional em discussão entre instituições de Ponta Grossa


A Comissão Acadêmica Regional do CreaJr Ponta Grossa organiza evento para debater o exercício e a regulamentação das profissões, com o tema “As responsabilidades profissionais nos empreendimentos”. O evento acontece no dia 6 de outubro, das 19h às 21h30, no Observatório Astronômico da Universidade Estadual de Ponta Grossa campus Uvaranas.

A programação conta com a participação de profissionais experientes para realizeticaação de mesa redonda sobre assuntos inerentes ao tema do evento, como habilitação profissional, ética profissional, competição no mercado de trabalho, limites de atuação e perfil profissional adequado ao mercado atual.

Compondo a mesa na abertura do evento, os profissionais convidados:

  • Engenheiro Civil Diego Spinardi – Habilitado há 10 anos, responsável técnico e sócio-proprietário da empresa Cidade Nova Construtora Ltda
  • Engenheira Agrônoma Anemaria Scheradzki  – Habilitada há 20 anos, responsável técnica e sócia-proprietária da empresa Anetec Assessoria Técnica Agropecuária Ltda
  • Engenheiro Eletricista Mozart Carlos Pinto – Habilitado há 32 anos, responsável técnico das empresas Linielyluz Instalações Elétricas Ltda. e Megamp Instalações Elétricas Ltda
  • Engenheira Química Daniely Dall’Agnol Buratto – Habilitada há 13 anos, tendo atuado muitos anos na indústria de alimentos, atualmente consultora nas área ambiental e de qualidade
  • Engenheiro Mecânico e de Segurança do Trabalho André Ricardo Broniski – Habilitado há 4 anos, responsável técnico e sócio-proprietário da empresa A. R. B. Engenharia e Consultoria

As inscrições podem ser realizadas diretamente com os membros dirigentes do CreaJr nas instituições envolvidas, e os participantes membros corporativos do CreaJr receberão certificado de participação.

Entidades apoiadoras do evento:

  • Centro Estadual de Educação Profissional de Ponta Grossa.
  • Faculdades Cescage
  • Colégio Polivalente
  • Faculdades Ponta Grossa
  • Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Universidade Tecnológica Estadual do Paraná
  • Associação dos Engenheiros Agrônomos dos Campos Gerais
  • Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Ponta Grossa
  • Sindicato dos Engenheiros no Estado do Paraná

 

 

Plenário do Confea define valores de anuidades para 2017


Fonte: Confea

Reunidos na semana passada, conselheiros deliberaram sobre os valores de anuidade, multas e serviços para 2017. A tabela apenas foi atualizada conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que, de setembro de 2015 até a presente data, foi de 9,62%. Veja como ficaram os valores:

Para estudantes que efetuam seu registro em até 180 dias a contar da conclusão do curso, é facultativo aos Creas concederem até 90% de desconto na primeira anuidade. O Crea-PR deve se reunir em breve para deliberar a respeito do assunto, já que cada um Creas tem autonomia para avaliar a possibilidade e o percentual que pode ser concedido, dentro dos limites estabelecidos em Resolução.

Confira a Resolução na íntegra: https://goo.gl/2PDUHH

 

Semana Acadêmica das Engenharias da Unila acontecerá no Parque Tecnológico da Itaipu


Neste ano, a Semana Acadêmica das Engenharias da Unila acontecerá no Parque Tecnológico da Itaipu, no período de 3 a 5 de outubro. As palestras e minicursos da programação incluem assuntos importantes da atualidade como células a combustível, biossensores, estudos magnéticos em nanomateriais e software EES.

unila-2

As inscrições vão até dia 28 e podem ser feitas na retirada do crachá, na barreira da Itaipu. Confira valores e mais informações no site: http://saeunila.wixsite.com/engenharias.

Programação Semana Acadêmica das Engenharias Unila 2016

Programação Semana Acadêmica das Engenharias Unila 2016

A edição deste ano da Semana Acadêmica das Engenharias conta com a organização das Engenharias de Materiais e Química da UNILA.

 

As 5 Tendências do Trabalho para o Futuro


Fonte: ACAD – Experiência & Educação

Post o futuro do trabalho_724

 

A forma como as pessoas trabalham tem mudado. Isso é reflexo das mudanças culturais, das mídias sociais, da tecnologia e das novas gerações. Foi o que apresentou a Revista Profissional e Negócios do mês de agosto acerca das informações levantadas pela ADP, empresa de soluções em gestão do capital humano, que apontou as transformações já sofridas no mundo do trabalho e as tendências para os próximos anos, sobre as quais abordaremos aqui.

Dentre todas as tendências apontadas pelo estudo, há uma característica central que abrange uma necessidade humana comum a todo tipo de funcionário: a fusão da tecnologia com a autonomia dele para explorar habilidades e provocar impacto na sociedade.

O objetivo do levantamento foi ajudar os departamentos de RH a entenderem essas tendências para lidar com os profissionais, a fim de “adquirir, desenvolver e reter talentos”, entendendo para onde o ambiente de trabalho caminha.

Veja um resumo dos cinco pontos que irão nortear o futuro do trabalho, segundo a pesquisa:

Liberdade: O desejo pelo controle e flexibilidade do trabalho foi estimulado pela facilidade para trabalhar a partir de dispositivos móveis. Será crescente o número de comunidades sustentáveis, visando ao bem-estar, com mesclas de lazer, alimentação e saúde. Ainda, a facilidade de comunicação permitirá um trabalho remoto, e aqui entra o home office, ou mesmo espaços mais próximos das casas dos funcionários, disponibilizados pela empresa.

Conhecimento: O nascimento de funcionários multiqualificados se dá graças à demanda dos empregadores em se produzir mais e em menos tempo. Por conta disso, adaptar-se para aprender novas habilidades enquanto desempenha suas atividades está entre os comportamentos do funcionário, que deseja o acesso a pessoas, informações e ferramentas necessárias ao seu trabalho. Contudo, esse comportamento exigirá mais das pessoas, que terão mais exigências quanto à qualificação, além de terem que trabalhar mais, em alguns casos.

Autogestão: Mais uma permissão da tecnologia inclui a capacidade das pessoas em administrarem sua produtividade, redefinindo a relação entre colaborador e gerente. No entanto, no Brasil a adoção dessas tecnologias é pouco provável, uma vez que a hierarquia é forte nas organizações, dificultando a implementação de sistemas de autogestão.

Estabilidade: A interferência que a estabilidade da força de trabalho sofrerá diz respeito a três pontos: possibilidade de buscar talentos e contratar por demanda, aumentando a competitividade; a classe defreelancers e de donos de suas próprias marcas crescerá, exigindo foco voltado também para a propaganda, encontrando, por outro lado, a lenta flexibilização da lei no Brasil (nos EUA, a previsão é de 40% de força de trabalho informal para 2020); a oferta de pacotes de benefícios em troca de regras um pouco mais rígidas para o trabalho formal, fazendo enfraquecerem os sindicatos e nascerem associações e organizações para a proteção da nova função, à medida que as organizações vão tomando nova forma.

Significado: Projeto com significado e o bem-estar estão entre os principais motivos para as pessoas irem ao trabalho, e isso se intensifica se a meta da empresa se alinha às aspirações pessoais, trazendo propósito de vida. Apesar disso, essa é uma tendência mundial da qual a menor parte dos brasileiros compartilha. Ainda assim, vale lembrar que a produtividade pode ser bem maior quando a atividade profissional faz sentido.

As relações de cooperação serão o carro-chefe dessa realidade, com diálogo aberto e autoconhecimento para lidar com equipes a distância, e uma liderança compartilhada e por vezes com habilidade em gestão de Recursos Humanos.

 

 

%d blogueiros gostam disto: