• Consulta de cursos, instituições de ensino e atribuições







  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

    Junte-se a 174 outros seguidores

  • Arquivos

Palestra realizada na Semana Acadêmica de Engenharia Civil da UFPR litoral


A Semana Acadêmica de Engenharia Civil da Universidade Federal do Paraná – Campus Litoral recebeu em sua programação uma palestra sobre o Programa CreaJr, realizada pelo membro dirigente do CreaJr-PR, Guilherme H. Pereira, e pelo suplente Giorgio Tombini.

Participaram do evento alunos de todos os anos do curso de engenharia civil da UFPR Litoral.

 

Anúncios

Dirigentes do Programa CreaJr promovem “Bate Papo com Profissionais” na UEPG


Na terça-feira (10) foi realizado na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) o “Bate Papo com Profissionais”, organizado pela equipe de dirigentes da Comissão Acadêmica da Regional Ponta Grossa do CreaJr-PR. Essa foi a segunda edição do evento, sendo que a primeira aconteceu em 2016. Desta vez, acadêmicos das universidades, faculdades e colégios técnicos de Ponta Grossa tiveram a oportunidade de ouvir profissionais atuantes no mercado de trabalho das áreas de engenharia e agronomia, que responderam perguntas preparadas pela equipe do Crea Júnior, além de outras feitas pela plateia, composta por mais de 70 acadêmicos e alguns docentes.

Os profissionais convidados foram a representante do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural – Emater-PR, engenheira agrônoma Luciane Curtes Porfírio da Silva, formada na UEPG, a responsável técnica e sócia proprietária da empresa Etensa Engenharia e Construções Ltda., engenheira eletricista e de Segurança do Trabalho Silvane de Souza e Silva, formada em engenharia elétrica no Cescage e em engenharia de segurança do trabalho na UTFPR; o responsável técnico da Madero Indústria e Comércio Ltda., empresa do ramo alimentício, engenheiro de alimentos Iury Peterson Bueno Schmidt, formado na UEPG; o responsável técnico da empresa Multiman Indústria e Comércio de Máquinas Ltda., engenheiro mecânico e de segurança do trabalho Ernesto Jober Miara, formado em engenharia mecânica na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (RS) e em segurança do trabalho pelo antigo Cefet em Ponta Grossa; e o responsável técnico da empresa FC Telhas, sócio proprietário e responsável técnico da empresa Perfitelhas Perfilação de Telhas Ltda. e diretor da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Ponta Grossa, engenheiro civil Rafael Gustavo Mansani, formado na UEPG.

Os profissionais responderam perguntas dos acadêmicos sobre as dificuldades encontradas na carreira, fatores que ajudaram no sucesso profissional, competição atual no mercado de trabalho, conduta profissional, importância do Crea na atividade profissional, importância da fiscalização do Crea na proteção dos profissionais, nichos de mercado em expansão e com oportunidades nos próximos anos, perfil de profissional que o mercado está exigindo atualmente, dentre outros temas.

Ao final, os profissionais receberam certificados de reconhecimento das mãos dos dirigentes. O evento contou com o apoio da UEPG por meio da conselheira do Crea-PR, engenheira civil Gabriela Mazureki Campos Bahniuk, que também prestigiou o evento.

Palestra sobre Técnicas e Aplicações de Reflorestamento realizada na UTFPR-LD


Palestrantes da noite e comissão organizadora

No dia 5 de outubro foi realizada na Universidade Tecnológica do Paraná, Campus Londrina, em parceria com o CreaJr-PR, uma palestra com o tema ‘Técnicas e Aplicações de Reflorestamento’. A palestra foi ministrada pela bióloga e professora da UTFPR-LD Patrícia Carneiro Lobo Faria, e pelo biólogo e proprietário da Flora Londrina Henrique Garcia Rocha.

Palestrante Henrique Rocha

Palestrante Patricia Lobo

Fiscalização resulta na regularização de empresas de engenharia


O Crea-PR, ao fiscalizar as obras e os serviços técnicos vinculados às diversas profissões que representa, tem como objetivo proteger a sociedade de danos que possam ocorrer na execução de serviços ou desenvolvimento de produtos que não sejam realizados de forma adequada à legislação, com o profissional técnico responsável. Conforme a legislação determina e os Creas fiscalizam o seu cumprimento, somente os profissionais habilitados podem executar obras e serviços de engenharia e de agronomia, pois estão aptos a oferecer à sociedade um acompanhamento adequado e tecnicamente eficaz.

Nas ações de fiscalização, tanto em atendimento a denúncias como pelo planejamento do Departamento de Fiscalização do Crea-PR (Defis), muitas vezes são identificadas empresas que prestam serviços de engenharia e não têm registro no Conselho e responsável técnico registrado. De 2012 para 2017 houve um aumento de 548% no número de registros de empresas que regularizam sua situação após a fiscalização. Em 2012, o número foi de 66, já em 2016, foi de 362. Este ano, somente até setembro, já foram 491 registros de empresas nessa situação.

O gerente do Defis, engenheiro civil Diogo Artur Tocacelli Colella, explica que “para planejar essas ações de fiscalização o Crea-PR conta com importantes convênios com o Ministério Público, Tribunal de Contas, prefeituras e outros órgãos. A partir daí são realizadas as fiscalizações, não somente em caráter punitivo, mas principalmente de orientação a essas empresas, para que regularizem sua situação através de registro da empresa e do responsável técnico junto ao Conselho”. Com a fiscalização e a regularização, o Crea-PR realiza seu papel como Conselho Profissional, “pois a busca é para que o serviço prestado seja feito por profissional habilitado, para que seja realizado de forma adequada e principalmente para garantir a segurança do serviço prestado à sociedade”, diz o gerente.

Além da regularização da empresa, essa ação mostra a importância da atuação dos profissionais das áreas afetas ao Crea. O conselheiro e coordenador da Câmara Especializada de Engenharia Química, Geologia e Minas do Crea-PR, engenheiro químico William Cézar Pollonio Machado, alerta que “um sistema de produção que gera um determinado produto sem a supervisão ou controle de um engenheiro, pode conduzir à disposição de produtos no mercado sem a devida qualidade, o que pode conduzir até mesmo a um prejuízo na saúde das pessoas”. O conselheiro fala de exemplos como a disposição de produtos relacionados à energia, “como os combustíveis fósseis, que sem um controle de qualidade com relação aos produtos e ao descarte, podem trazer um prejuízo enorme ao meio ambiente e à sociedade”. Sendo assim, “é de extrema importância a necessidade de um profissional responsável pelo processo ou produto voltado, por exemplo, às modalidades das engenharias desta Câmara, além de ser inconcebível que as empresas não tenham conhecimento dessa necessidade, pois para o licenciamento ambiental já é preciso apresentar um profissional responsável pelo sistema de produção e pelo monitoramento ambiental. Os resultados mostram que a fiscalização ainda é o melhor instrumento de gestão para a regularização dessas empresas, é o que tem possibilitado uma melhora nos processos de produção, garantindo melhor qualidade dos produtos que chegam às pessoas”, diz o engenheiro químico.

Informações disponíveis no site do Crea

As informações dos resultados de ações de fiscalização em empresas estão disponíveis para consulta no site do Crea-PR, no menu em destaque, em “Gráficos de resultados de empresas”.

 

Palestra sobre o sistema Confea/Crea é realizada na Fajar


No dia 5 de outubro os acadêmicos de engenharia florestal da Faculdade Jaguariaíva – Fajar, participaram da palestra do Sistema Confea/Crea.

Na mesma oportunidade aconteceu a certificação do trabalho selecionado como o 3º Melhor TCC do Paraná, classificado no programa Melhores TCCs, do Crea-PR.

O certificado foi entregue pelo gerente da Regional Ponta Grossa do Crea-PR, engenheiro agrônomo Vânder Della Coletta Moreno, com participação do presidente da Apetra, da coordenadora professora Daniella Cristina Magossi, de toda a direção e dos membros do CreaJr-PR, Ramon Derci Barbosa e Rafael Almeida Kubisse.

CAR – Regional Maringá esteve reunida no dia 26 de setembro


No dia 26 de setembro a CAR Maringá esteve reunida no Crea-PR, com a presença dos membros dirigentes do CreaJr-PR Heitor Lopes Canavezi, Matheus Davi da Costa Manhole, Leonardo Felipe de Oliveira, Joab Jacometti de Oliveira, Maycon Renato Troli Belem e Beatriz Aparecida Machini, além da facilitadora Viviani Hannebauer, da agente administrativa Claudia Regina Onishi Beraldo e do gerente da Regional Maringá, engenheiro civil Hélio Xavier da Silva Filho.

Entre outros assuntos, nesse encontro foi realizada a apresentação dos novos membros dirigentes, escolhidos na última eleição, e a orientação quanto à pauta mínima e as atividades de rotina do CreaJr-PR. Além disso, os estudantes receberam orientações sobre a ferramenta de simulação de preenchimento de ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), disponível para todos os membros do CreaJr-PR (para mais informações, clique aqui). É comum os profissionais cometerem erros durante o registro ARTs, o que implica em uma série de ações para corrigir depois. por isso é muito importante essa prática e a busca pelas informações corretas antes do preenchimento.

Para as próximas ações do CreaJr estão previstas reuniões com empresas juniores da região para orientações sobre o registro no Conselho.

Crea-PR realiza Seminário de Geração de Energia Distribuída no dia 31 de outubro


No dia 31 de outubro o Crea-PR realiza o Seminário de Geração de Energia Distribuída na Universidade Positivo. O evento tem o objetivo de trazer ao Conselho e ao público maior conhecimento das atividades envolvidas, com conceitos, tecnologias e métodos empregados, proporcionando subsídios para promoção e valorização dos trabalhos e dos profissionais de engenharia, aprofundamentos envolvendo atribuições profissionais e, em especial, orientação da fiscalização desses serviços. Os palestrantes são profissionais com grande experiência na área de geração de energia distribuída.

O Workshop é voltado para profissionais do Sistema Confea/Crea, representantes de entidades de classe e de instituições de ensino, membros do CreaJr-PR, além de estudantes de cursos afetos ao Sistema Confea/Crea.

A inscrição é gratuita com limite de participação para 400 pessoas. Para saber todas as informações e realizar sua inscrição, clique aqui.

%d blogueiros gostam disto: